Seja bem vindo ao AVRILMIDIA.com, o primeiro site sobre a Avril Lavigne do Brasil. Online desde 2002, somos lembrados pelo design inovador, constantes atualizações nas notícias, conteúdo completo e direto, atualizações na galeria de fotos, vídeos legendados, entre outros. Nos esforçamos para trazer aos fãs da canadense o melhor e da forma mais clara e objetiva.

Avril compartilha informações sobre seu novo álbum e assina com a BMG

Avril compartilha informações sobre seu novo álbum e assina com a BMG

Segurem as emoções! Após divulgar no natal do ano passado que lançaria um novo álbum em 2017 e publicar alguns trechos das letras das músicas desse projeto em seu Instagram, foi divulgada hoje pela Billboard uma entrevista com Avril Lavigne na qual ela fala sobre seu novo lançamento e sua nova...
Avril é eleita a canadense mais famosa de todos os tempos

Avril é eleita a canadense mais famosa de todos os tempos

Avril Lavigne foi eleita pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) como a personalidade canadense mais famosa de todos os tempos. O MIT é uma das instituições universitárias mais importantes dos Estados Unidos e também um dos líderes mundiais em ciência e tecnologia. Para realizar as pesquisas, o instituto coletou dados de pessoas a...

Você está em Site > Avril Lavigne > Discografia > Goodbye Lullaby.

Veja abaixo informações sobre o quarto álbum de Avril Lavigne.

___________________________________________________________________________________

2014_disco_gl_01

2014_disco_gl_02Título Traduzido: Adeus Canção de Ninar.
Lançamento: 8 de Março de 2011.
Singles Mundiais: What The Hell, SmileWish You Were Here e Goodbye (clipe dedicado aos fãs).
Vendas: 1 milhão e 400 mil cópias.
.

INFORMAÇÕES DETALHADAS:

2014_disco_gl_04Verdadeiro. Esse é o principal dos adjetivos usados por Avril para definir o conceitual Goodbye Lullaby, seu primeiro trabalho musical em quatro anos, lançado depois de um hiatus no mercado fonográfico e muita burocracia por parte de sua gravadora, até então a RCA. Sua mensagem é totalmente oposta à do agitado The Best Damn Thing: o álbum explora aspectos mais vulneráveis e profundos e trata de temas menos superficiais. Com violão, piano e vocais poderosos, Goodbye Lullaby é sobre força, amor e “abrir um novo capítulo”. Parece que Lavigne saiu ilesa da tempestade de rosa pela qual passou e a imagem de seu quarto álbum de estúdio é comparável aos dois primeiros

Goodbye Lullaby tem um tom diferente, escrevi metade dele sozinho, sem mais ninguém, e produzi duas canções. Exceto pelos singles, que são mais pop, o resto do álbum é mais cru, despojado. Eu me expus, eu estava muito vulnerável. Eu não me segurei. Esse é o meu bebê, é muito próximo do meu coração.”

Avril enfrentou desafios por parte sua gravadora, que queria algo mais comercial e radiofônico. Sua visão para Goodbye Lullaby ia contra o cenário mais rítmico, dançante e pop das rádios, e os conflitos ideológicos entre algumas pessoas na RCA e ela foram os responsáveis pelos adiamentos frequentes no lançamento do trabalho. Lavigne, porém, mostrou outra vez a razão por ter se tornado uma das maiores artistas da última década: persistência e sinceridade. Goodbye Lullaby saiu do jeito que ela queria.
.

FAIXAS DO ÁLBUM:

01. Black Star
02. What The Hell
03. Push
04. Wish You Were Here
05. Smile
06. Stop Standing There
07. I Love You
08. Everybody Hurts
09. Not Enough
10. 4 Real
11. Darlin
12. Remember When
13. Goodbye
14. Alice (Hidden Track)
.

SINGLES:

2014_disco_gl_single_01Alice: Após um pedido feito pela própria Avril ao Tim Burton, diretor do filme ‘’Alice in Wonderland’’, a faixa Alice foi lançada em 2010 como parte da trilha sonora oficial do filme. A canção escrita pela canadense, produzida por Butch Walker e mixada pelo seu ex-marido Derick Whibley, foi inclusa em seu quarto álbum de estúdio Goodbye Lullaby como hidden track e lançada como single. O single foi bem recebido no continente asiático, ficando em 2º lugar no Japão, 3º e 4º lugares em Hong Kong e na Coreia do Sul. Enquanto na parada da Billboard Hot 100 dos EUA, Alice alcançou a 71ª posição. O videoclipe lançado em 17 de fevereiro de 2010 foi indicado em várias premiações, entre eles o MMVA e no TRL Awards. A música foi performada pela primeira vez no programa On Air with Ryan Seacrest, da rádio Kiss FM dos EUA, e contava com um cenário semelhante ao filme, composto por árvores, flores, cogumelos e um piano repleto de doces e velas.

2014_disco_gl_single_02What The Hell: Anunciado em 2010 em sua página oficial como o primeiro single de seu quarto albúm, a canção foi composta por Max Martin, Shellback e pela própria Avril. Após anunciar a faixa como primeiro single, a canadense declarou que a canção “passa uma mensagem sobre liberdade pessoal, além de ser a mais pop do disco”, assemelhando-se com outras canções de álbuns anteriores, como Girlfriend e Sk8er Boi. A faixa foi lançada em 1 de janeiro de 2011, sendo apresentada no programa Dick Clark’s New Year’s Rockin’ Eve With Ryan Seacrest e disponibilizada para download gratuito pela RCA Records na página oficial do Facebook da cantora. A canção teve destaque na Ásia, chegando nas primeiras posições no Japão e na Coreia do Sul, e na 11ª na Billboard Hot 100 dos Estados Unidos

2014_disco_gl_single_03Smile: O segundo single foi lançado oficialmente na rádios no em abril de 2011. O videoclipe da canção foi divulgado em maio do mesmo ano. A música recebeu bastante destaque na Austrália, onde ficou por sete semanas nas paradas de sucesso do país e recebeu certificação de ouro. No Brasil a canção chegou em 4ª colocação no Hit Parede Brasil, programa da rádio Jovem Pan.

2014_disco_gl_single_04Wish You Here Here: Lançando em 9 de setembro de 2011, pela Epic Records o single foi o último trabalho de sucesso do álbum Goodbye Lullaby. A música também marcou a saída da Avril da RCA Records. Nos Estados Unidos a música chegou a na 65ª posição da Billboard Hot 100 e na 64ª no Canadá. No Japão, o single ficou em 22ª na parada digital do RIAJ e 90ª na Japan Hot 100, e nas 31ª e 60ª na Osakan Hot 100 e Tokio Hot 100, respectivamente.
.

ESTILO:

2014_disco_gl_05Depois de pouco mais de 2 anos, a estrela canadense volta ao cenário musical com o seu quarto álbum, Goodbye Lullaby. A cantora abandona as dançarinas, as poses sexies em seus vídeos, deixa um pouco de lado o rosa e se mostra uma Avril Lavigne mais madura, uma garota mais vivida e sobre o comando de tudo que faz. O álbum remete a toda época do divórcio e tudo que ela sentiu nesse momento difícil em sua vida amorosa. No início das divulgações de seu novo CD a cantora adotou mexas verdes em seus cabelos. A cor verde predominou no clipe Smile, porém, ficou de lado com o lançamento do clipe Wish You Were Here. Na nova fase de sua carreira, Avril se mostrou uma pessoa simpática, mais extrovertida e com vontade de agradar todos os seus fãs, tendo em vista todo o carisma demonstrado pela lorinha em entrevistas na época de divulgação do álbum e durante a Black Star Tour. Mesmo com todos os problemas que ela precisou passar para que este trabalho fosse lançado, a loirinha demonstrou alegria, pois, pela primeira vez havia escrito e composto metade do álbum e também produzido algumas músicas sozinhas, o que a fez se sentir mais confiante de si.
.

CURIOSIDADES:
  • A primeira data anunciada para o lançamento do quarto álbum de Avril foi 17 de novembro de 2009. As complicações com a gravadora fizeram com que o CD chegasse às lojas somente quase 16 meses depois
  • Quatro faixas do álbum, incluindo os três singles, foram produzidas em uma viagem de Avril para a Suécia. Ela passou duas semanas na Europa trabalhando com Max Martin e Shellback. Martin já havia colaborado com a canadense na produção das duas b-sides do The Best Damn Thing.
  • Goodbye é a música favorita de Avril no CD, e Push seria sua segunda favorita.
  • O nome do CD foi revelado em uma entrevista no American Music Awards de 2010.
  • Quando Avril tocou Goodbye Lullaby pela primeira vez para suas amigas e sua irmã, a reação foi surpreendente: elas começaram a chorar.
  • Push era a escolha inicial de Avril para o segundo single do CD, mas depois de pedir a opinião de seus fãs no Twitter (e alguns problemas com a RCA por trás dos panos, sem dúvidas), Smile acabou tomando o lugar.
  • Goodbye Lullaby vazou na internet no dia 23 de fevereiro de 2011, algumas semanas antes de seu lançamento oficial.
  • Um pouco antes do segundo refrão de What The Hell, uma expressão em sueco é dita. Vad fan significa “que se f*da” ou “que p*rra é essa” em sueco. Isso se deve ao fato de Avril estar na Suécia quando escreveu a música com Max Martin.
  • Goodbye Lullaby vendeu mais de 150.000 cópias em sua primeira semana no Japão.
  • Alguns depoimentos de Avril para o vídeo presente no DVD da edição especial de Goodbye Lullaby, com os bastidores da gravação do álbum, foram rodados durante o photoshoot para a revista Maxim, em 2010.
  • Darlin foi escrita quando Avril tinha 14 ou 15 anos, em Napanee.
  • Além de 4 Real e Goodbye, mais uma faixa produzida por Avril deveria entrar para Goodbye Lullaby. Entrevistada pela revista Seventeen em 2010, a canadense declarou que havia produzido três músicas para o álbum. É provável que a pressão de sua gravadora tenha feito com que essa terceira canção fosse deixada de lado da tracklist final.
  • A ideia de What The Hell como primeiro single era basicamente criar uma conexão entre o material antigo e o material novo. No caso, se assemelha às faixas do The Best Damn Thing.
  • Quatro dias depois do lançamento de Goodbye Lullaby, Avril fez uma tatuagem de alfinete no pescoço, em uma noitada com suas amigas. É sua única rattoo em um período de um ano.
  • Alice, em sua versão extendida, é uma hidden track do álbum.
  • John Lavigne, pai de Avril, viajou do Canadá e passou a semana de lançamento de Goodbye Lullaby junto com sua filha em Nova Iorque.
  • Uma música inédita chamada Hello foi anunciada no tracklist de uma edição de colecionador de Wish You Were Here. A faixa, porém, não constava no CD single e tal constatação deixou milhares de fãs desapontados com a loja oficial de Avril. Muitos pediram e conseguiram reembolso.
  • O ensaio fotográfico do álbum foi feito mais uma vez por Mark Liddell, fotógrafo favorito de Avril, em janeiro de 2010, mais de um ano antes de seu lançamento oficial.
  • O nome da turnê foi decidido durante um evento em Londres. Entre The Black Star Tour e The Lullaby Tour, os fãs presentes na audição do álbum, em fevereiro, votaram e optaram pela primeira opção.
  • Goodbye, Remember When, Not Enough, Darlin e 4 Real nunca foram performadas ao vivo.
  • Algumas músicas que ficaram de fora da tracklist final estão guardadas para o próximo álbum, de acordo com ela.
  • Avril não queria “fazer o mesmo álbum outra vez e outra vez”, então decidiu se afastar de letras que ficam esculachando os garotos.
  • A informação de que Avril saiu da RCA e mudou para a Epic foi dada em plena turnê de divulgação do single Smile.
  • Assim que o produtor Butch Walker ouviu Stop Standing There pela primeira vez, em Santa Monica, ele já estava decidido de que queria produzir a canção para Avril.
  • Avril usou mechas rosas e verdes ao mesmo tempo por pouco mais de três meses; mechas verdes por menos de dois meses e, depois, ficou sem mechas até o fim do ano.
  • Mesmo durante o período em que esteve toda loira nessa era, ela não hesitou em usar apliques e mechas temporárias em shows e até mesmo em eventos como seu desfile no NYFW.
    .
AGRADECIMENTOS:

Queria começar agradecendo a Deryck Whibley. Você foi uma grande parte desse álbum. Você é verdadeiramente a pessoa mais talentosa que conheço. Tenho muito respeito por você enquanto artista, músico e intérprete. Você tem um ouvido musical incrível. Obrigada por produzir, gravar, tocar, mixar, tratar da engenharia [sonora] desse disco e por todo o envolvimento, apoio e contribuição. Obrigada por tudo que você me deu e por sempre estar lá para mim. Eu te amo. Evan: Nós conseguimos! Estamos crescidos agora. Foda-se todo mundo! Ha. Temos escrito desde os quartos de hotel nas turnês promocionais de 2002… e aqui estamos ainda. Você é meu “bbf” (best boy friend) [melhor amigo]. Eu valorizo a amizade que você me deu. Você sempre foi muito bom comigo. Obrigada por tratar da engenharia das músicas que eu quis produzir, por apoiar a mim e as minhas decisões, e o mais importante, por sua lealdade enquanto amigo. Para os meus agente, Tina Kennedy e Irving Azoff: Irving, estou muito animada por estar trabalhando com você e grata por sua orientação e sabedoria infinita. Você me entende! Obrigada por acreditar em mim. Tina, obrigada por sua lealdade, apoio e dedicação. Por acreditar em mim, brigar por mim, por me entender, por sua paciência, por todo seu envolvimento com cada aspecto da minha carreira. Você é uma mulher incrível e extraordinária. Matthew Lavigne: Por seu amor e eu, por me proteger, por me amar e ser parte do “Time Lavigne”. Eu te amo, irmão. Tenho muita sorte de ter você. Amie Lavigne: Eu te amo como uma irmã… bem, você é uma, agora haha. É uma alegria tê-la por perto. Obrigada por estar sempre ao meu lado para tudo: como família, como amiga, e uma parte integral do time. Michelle Lavigne: Eu te amo, irmãzinha. Você é tão doce! Você é o mundo para mim. Obrigada por ser você. Mãe: Obrigada por ser uma mãe tão dedicada a todos os seus filhos e por ajudar a iniciar minha carreira musical. Obrigada por seu apoio contínuo. Amo você! Pai: Obrigada por me encorajar a cantar e me forçar a praticar todas as noites depois da escola. Eu te amo. Gabriel Panduro: Obrigada por ter feito meu cabelo e maquiagem para o álbum, vídeos, ensaios fotográficos, comerciais e turnê. Você é demais! (e p.s., não há mais algo como TMI [provavelmente “too much information”, algo como “informação demais”)]. Rob Dipple: Obrigada por todo o trabalho duro filmando e editando, o trabalho de arte, web, filmagem e por ser um ótimo amigo. Você faz um trabalho incrível! Butch Walker: Obrigada por produzir Alice e Stop Standing There. Você as fez com perfeição como sempre e estou muito feliz por você ser parte desse álbum novamente. Max Martin: Eu me diverti muito com você na Suécia. Foi ótimo colaborar com você. Obrigada ppor escrever comigo e produzir as músicas. Johan Schuester: Obrigada por todo o trabalho nas faixas. Você é ótimo! Foi irado te conhecer e colaborarmos juntos. Valeu, mano!
Chris Lord-Alge: Obrigada pelas ótimas mixagens, por sentar e gastar seu tempo comigo e “pelo ótimo vinho e ótimos momentos”. Derek Danielson: Você vai acima e além e se importa tanto com cada detalhe e em proteger meus melhores interesses. Obrigada pelo apoio contínuo ao longo dos anos. Allison Statter, Jeffrey Azoff, Adam Flick, Brandon Riek, Victoria Torchia, Marc Robbins e todos na Azoffmusic Management. Tenho tanta sorte de trabalhar com uma equipe tão excelente. Mark Lidell: Você é tão talentoso! Eu amo trabalhar com você. Sam Lecca: Você tem feito ccada videoclipe desde o início. Você sempre toma conta de mim e é tão atenciosa e defensora da minha visão criativa. Lá vamos nós de novo! Equipe RCA: Há tanto que acontece nos bastidores. Obrigada por tudo que vocês fazem. Nicole Perna e Kim Estlund: Obrigada, garotas. Jamie Bukowski: Obrigada por estar sempre comigo como uma amiga e por todo o seu apoio. Jessica Paster: Obrigada por cuidar do figurino deste álbum. David Campbell: Obrigada por todos os arrankos de cordas, muito feliz de trabalhar com você de novo. Você comanda! Serban Chenea: Obrigada por fazer um trabalho tão bom nas mixagens! Dan Chase: Obrigada por sempre encontrar tempo para tocar bateria para nós. Para a minha banda: Jim McGorman, Rodney Howard, Steve Ferlazzo, Al Berry e Steve Fekete. Eu amo me apresentar com vocês, garotos. E aos meus fãs: Vocês estão comigo desde o início. O suporte resoluto de vocês tem significado mais do que vocês poderiam saber. Obrigada!

Com amor, Avril
xo

.
EDIÇÃO ESPECIAL:

2014_disco_gl_03Ano de lançamento: 2011.
Informações: A segunda versão do CD Goodbye Lullaby conta com quatro faixas extras, sendo as versões acústicas de What The Hell, Push e Wish You Were Here, além do cover de Bad Reputation. Essa edição também possui um DVD com os bastidores da produção do CD. A capa é a mesma da edição original, porém com detalhes em cor vermelho escuro.

Conteúdo do CD: Black Star, What The Hell, Push, Wish You Were Here, Smile, Stop Standing There, I Love You, Everybody Hurts, Not Enough, 4 Real, Darlin, Remember When, Goodbye, Alice, What The Hell (versão acústica), Push (versão acústica), Wish You Were Here (versão acústica) e Bad Reputation.

Conteúdo do DVD:

  • Making Of do Goodbye Lullaby.